menu

2012

No dia 21 de maio
nasce a RAPS.

RAPS

2013

Definimos nossos objetivos com base em três eixos programáticos:

Rede de Líderes Políticos por um Brasil sustentável;
Fortalecimento institucional e atuação pautada nos princípios da sustentabilidade;
Fomento à cultura política e à democracia participativa.

• Formamos a primeira turma de Líderes RAPS. Mais de 400 pessoas demostraram interesse em participar do nosso processo seletivo.
• Constituímos uma rede integrada por 26 Jovens RAPS e 55 Empreendedores Cívicos RAPS.
• Realizamos quatro encontros Diálogos Políticos, que debateram temas relevantes para as áreas política, econômica, social e ambiental.

2014

  • Recebemos 752 inscrições no processo seletivo e integramos 139 novos membros.
  • A rede passa a ser constituída por 85 Líderes RAPS, 102 Empreendedores Cívicos e 84 membros do Jovem RAPS.
  • Desenvolvemos o processo de cocriação de indicadores de monitoramento dos mandatos dos Líderes RAPS eleitos.
  • Lançamos a plataforma RAPS 2.0 para fortalecer as relações entre membros e facilitar a comunicação em rede.
  • Durante as eleições, 23 líderes se candidataram e cinco foram eleitos.
  • Líderes e Jovens RAPS elaboraram um trabalho coletivo para desenvolver soluções criativas e sustentáveis para campanhas eleitorais e bom desempenho dos mandatos em exercício.
  • Realizamos o Estágio Eleitoral RAPS com o objetivo de qualificar as campanhas dos Líderes Políticos que participaram das eleições e propiciar o aprendizado aos demais membros da rede.

2015

  • Recebemos 1.188 inscrições no processo: um aumento de 53% na participação em relação ao ano anterior.
  • A rede passa a ser formada por 130 Líderes RAPS, 137 Empreendedores Cívicos e 116 integrantes do Jovem RAPS.
  • Criamos o Centro de Estudos RAPS para produção e disseminação de conhecimento por meio de cursos, palestras e seminários sobre política, sustentabilidade, mandatos e campanhas eleitorais.
  • Lançamos o RAPS LAB, fórum de discussão para melhoria dos processos da RAPS.

2015

2016

  • A rede passa a ser integrada por 119 novas lideranças, além de 158 Líderes RAPS, 133 Empreendedores Cívicos e 148 membros do Jovem RAPS.
  • Setenta e três lideranças políticas RAPS participam das eleições, sendo que 23 foram eleitas.
  • Organizamos comitês estaduais para planejamento e execução das atividades da RAPS; o piloto aconteceu em Santa Catarina.
  • Criamos o Plano de Ação Política (PAP), metodologia de estruturação das diferentes fases da vida pública de uma liderança política, com atividades de coaching, mentoria e planejamento estratégico.

2016

2017

  • Criamos o GT Mulheres RAPS, grupo de trabalho composto por lideranças femininas da rede com o objetivo de criar caminhos para o fortalecimento e debate das questões de gênero na RAPS e na política institucional.
  • A rede passa a ser composta por 291 Líderes RAPS, 144 Empreendedores Cívicos e 124 integrantes do Jovem RAPS. No total, são 559 membros, sendo 112 em mandatos eletivos.
  • Realizamos encontros entre vereadores, prefeitos, vice-prefeitos e secretários integrantes da RAPS, que atuam tanto no legislativo quanto no executivo.

2018

RAPS
  • Recebemos 1039 inscrições no processo seletivo; foram selecionadas 102 novas lideranças de 21 partidos diferentes, 35 com mandatos vigentes.
  • Nas eleições, 149 membros da RAPS pertencentes a 25 partidos políticos e 23 estados diferentes disputaram cargos eletivos. No total, foram mais de 26 milhões de votos e 35 eleitos.
  • Realizamos o evento #RAPSPorElas, que teve como objetivo fomentar a discussão sobre os direitos das mulheres, trabalhar os temas das campanhas eleitorais a partir de uma perspectiva de gênero e fortalecer as habilidades das participantes para a disputa eleitoral.
  • Promovemos, em parceria com UM BRASIL e UNIFESP, o curso “UM BRASIL Sustentável: visões, desafios e direções”, material em vídeo com entrevistas e debates com personalidades de destaque nacional nas áreas de políticas públicas e sustentabilidade.
RAPS

2019

  • Recebemos 3.433 inscritos no processo de seleção de Líderes RAPS; foram selecionadas 64 pessoas de 18 partidos e 22 estados e, pela primeira vez, o número de mulheres (53%) superou o de homens (47%).
  • A rede passa a ser composta por 576 lideranças localizadas em todo Brasil, sendo que 134 com mandatos eletivos.
  • Realizamos evento com Özlem Sara Cekic, primeira mulher muçulmana a conquistar uma cadeira no parlamento da Dinamarca. Foram debatidos temas como representatividade nas instâncias de poder, resiliência, combate a preconceitos e construção de pontes.
  • Realizamos, em Brasília, o Café Parlamentar, série de encontros e debates temáticos com deputados federais e senadores da RAPS no Congresso Nacional.
  • Lançamos a nova identidade visual da RAPS.

QUEM SOMOS PROGRAMA LÍDERES REDE CONTRIBUA