Em julho, visitas do Programa Cidadão RAPS focam no executivo municipal

Publicado em 10/08/2018

Mais duas edições do Programa Cidadão da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS foram realizadas em julho. Neste mês, todas as visitas aconteceram em lideranças com cargos no executivo municipal e, pela primeira vez, uma prefeita abriu o seu gabinete. O Programa Cidadão, criado no ano passado, é uma oportunidade de aprendizado e troca de experiências entre os membros da RAPS, em que integrantes com mandato abrem seus gabinetes para outras lideranças da organização acompanharem sua rotina, e entenderem a política institucional na prática.

Paula Mascarenhas (PSDB), prefeita de Pelotas (RS), recebeu, entre os dias 19 e 21 de julho, o Líder RAPS Adriano Ferreto e a Jovem RAPS Bruna Paola. Já Washington Bortolossi (PPS), Secretário Municipal de Cultura e Turismo de Itatiba (SP), abriu seu gabinete para Juliana Nascimento Lima, Jovem RAPS, nos dias 18 e 19 de julho.

Saiba quais serão as edições de setembro a novembro do Programa Cidadão.

Confira a seguir o depoimento de Adriano Ferreto e Washington Bortolossi sobre a experiência de participar do Programa Cidadão.

Adriano Ferreto
Líder RAPS 2015 (Goiânia – GO)
Visitante do Programa Cidadão de Paula Mascarenhas (PSDB)
Prefeita em Pelotas (RS)

“Na minha opinião, o mais interessante do Programa Cidadão é a experiência de intercâmbio que ele proporciona, tanto para quem está chegando para visitar, como para quem está com um mandato. Para nós, visitantes, é interessante entender o que acontece naquele espaço e, para outro lado, é bacana porque você tem um olhar de fora, descontaminado, que consegue ver os pontos positivos e mesmo os que não são tão positivos dos processos da administração pública.

Eu escolhi visitar Pelotas por conhecer histórias de que ali havia uma gestão diferenciada, mas também por que a anfitriã era uma mulher. Sou assessor parlamentar aqui em Goiânia e tenho alguma experiência com o poder executivo, já fui secretário municipal de direitos humanos de Goiânia e também já trabalhei no executivo em cidades do interior. Mesmo assim, não se compara com a visão de como é o dia a dia de um prefeito ou prefeita.

Chegando em Pelotas ainda tive uma surpresa: ali existe um mandato feito por mulheres. Não apenas tem uma prefeita, mas a chefe de gabinete é mulher, assim como as secretárias de governo e de saúde. Eu gosto de ver a visão feminina na administração pública.

A nossa rotina foi bem intensa. Tanto a Bruna Paola [Jovem RAPS que também participou do programa] como eu estávamos muito envolvidos. Nós tivemos atividades todos os dias com as secretárias de Cultura, Governo, Planejamento, Inovação, Turismo etc.

De tudo que vimos lá, e foi muita coisa, teriam três programas que eu gostaria de trazer para Goiânia: o Proges (Programa de Gestão Estratégica), o Código da Convivência da cidade e o Pacto Pelotas pela Paz.

O primeiro é mais voltado para o executivo. O Proges é um sistema de monitoramento dos projetos da prefeitura impressionante. Ao alcance de poucos cliques a Paula Mascarenhas, e mesmo a população, consegue entender como está o desenvolvimento de qualquer projeto da prefeitura. É possível saber se está caminhando ou, se está parado, onde está parado. Muito fácil e rápido. Inclusive, a prefeitura de Pelotas ajuda a adaptar e implementar o programa para a sua cidade, e de graça!

O Código de Convivência já um projeto mais polêmico. Ele está atualmente em tramitação na Câmara de Vereadores de Pelotas. Eu já pedi o projeto para adaptar a ideia para Goiânia. Ele tenta regular a vida na cidade, mas que deve gerar muitas dúvidas numa primeira vista, pois inclui multas e punições. Para isso é preciso de um legislador com coragem para apresentar isso.

Por último tem o Pacto Pelotas pela Paz, que na verdade são várias ações para diversos públicos, como mulheres, adolescentes, apenados. Esse projeto faz uma diferença na vida dos cidadãos e já é possível ver os índices de violência diminuir. Resolvendo primeiro pequenos problemas, que são possíveis de resolver, como as brigas de trânsito, disputas entre vizinhos, e com isso conseguem impactar na violência geral antes dos problemas crescerem. O Pacto é bem complexo e não seria possível trazer tudo para cá. Uma que eu achei muito interessante é voltada para ressocialização de apenados. Visitamos uma unidade de saúde que foi totalmente construída por pessoas que estão cumprindo penas em regime fechado. Também há escolas e outros equipamentos públicos construídos assim. Essa ação é muito interessante, já que você começa a ressocializar as pessoas antes mesmo dela sair da prisão. Mesmo a segurança sendo uma questão que não é da competência constitucional do município, mas do governo estadual, a Paula “comprou essa briga” e tem feito um bom trabalho”.

Washington Bortolossi (PPS)
Secretário Municipal de Cultura e Turismo em Itatiba (SP)
Anfitrião do Programa Cidadão
Recebeu: Juliana Nascimento Lima, Jovem RAPS 2017 (São Paulo – SP)
Período: 18 e 19 de julho

“Independentemente do perfil ou formação dos integrantes da RAPS, cada um traz um pouco da história do seu município ou da vivência na sua profissão. Isso proporciona uma experiência viva de o que é a amizade cívica e contribui com um olhar de fora na nossa gestão. A Juliana, que nos visitou, demonstrou ser uma jovem muito interessada na questão de administração pública. Trocamos muitas opiniões e experiências nesse período.

No primeiro dia, apresentei ela para a equipe da Secretaria de Cultura e Turismo. Tratamos como é a nossa rotina, as dificuldades que temos, principalmente as orçamentárias. Essa é uma secretaria que poucos governos investem e, sempre que há crises econômicas, é um dos primeiros setores onde se cortam os investimentos.

Em paralelo, nós também conversamos sobre como estimular o turismo. Embora hoje ela more em São Paulo, ela vem de Mairiporã (SP), e tem interesse em como desenvolver o potencial turístico dessas cidades do interior. Tratamos também de como foi o processo para obter o certificado de Município de Interesse Turístico, que foi concedido para Itatiba em abril deste ano. Esse processo chamou bastante atenção da Juliana.

Durante a tarde, acompanhamos uma sessão da Câmara de Vereadores, e eu contei como foi minha passagem por lá. [Washington Bortolossi foi reeleito para o segundo mandato como vereador em 2016, e está licenciado do cargo desde janeiro de 2017 para comandar a Secretaria de Cultura e Turismo].

Eu também apresentei todos os secretários municipais para Juliana, no dia seguinte. Ela pode conversar com cada um deles. Destaco que ele teve um bate-papo mais prolongado com os secretários de Planejamento e Finanças. Ela demonstrou ter um grande interesse em saber como funciona o orçamento municipal, como é feito a sua elaboração etc. Isso talvez seja até pela formação dela como economista.

Depois nós fomos visitar os pontos turísticos da cidade e conhecer um pouco dos projetos da secretaria. Um deles é a rota que passa por propriedade rurais, um dos grandes potenciais da cidade. Levamos a Juliana para conversar com um produtor rural que contou para ela a história da família, da propriedade e da produção de caqui e outras frutas. Caqui que é a fruta tradicional aqui na cidade, inclusive, todo ano realizamos uma grande festa no início de abril.
Eu vejo a Juliana como uma pessoa muito dedicada, muito focada. Ela conseguiu absorver muita informação aqui. Está se preparando para atuar com economia seja na iniciativa privada ou numa prefeitura.

Acredito que o Programa Cidadão ajuda a comprovar e destacar a importância da RAPS para a política do nosso país. Essa troca de experiência, a amizade cívica e o contato com a realidade das mais diversas cidades, tudo isso é muito importante”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *