menu
Voltar

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO RAPS: CIENTISTA POLÍTICO PAULO SÉRGIO PERES FALA SOBRE SISTEMA DE GOVERNO E JOGO DE PODER

18 de Maio de 2013

foto paulo raps 18.05 corrigida000
Paulo Sérgio Peres

No segundo dia do primeiro módulo do Curso de Formação e Capacitação de Líderes RAPS (18/5), o cientista político Paulo Sérgio Peres abriu o painel “Por uma Governança Sustentável” e fez uma profunda análise sobre o sistema de governo e as relações entre os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.
Ele explicou que o sistema eleitoral que temos hoje tende a incentivar o surgimento de muitos partidos numa estrutura complexa e confusa que favorece o casuísmo e todos os problemas que isto representa, incluindo alianças políticas questionáveis. Por outro lado, ele tem uma avaliação positiva sobre a democracia brasileira, que, apesar dos problemas, evoluiu muito. “Temos um processo eleitoral avançado com o voto eletrônico e a apuração imediata, além de uma justiça eleitoral que controla as eleições de forma eficiente e uma relação entre poderes que o tempo todo testa seus limites uns com os outros, o que é muito bom. Obviamente que nosso modelo atual apresenta problemas a serem corrigidos e isto faz parte do processo de aperfeiçoamento da nossa democracia.”
O papel da RAPS
No debate que se seguiu entre os participantes, o diretor executivo da RAPS, Marcos Vinícius de Campos destacou que dado o atual quadro político-eleitoral do Brasil, a instituição quer contribuir para corrigir estas falhas a médio e longo prazo, mas neste momento é fundamental incentivar candidaturas competitivas em relação ao que está dado e absolutamente alinhadas aos compromissos da RAPS.
“A RAPS vai construir um caminho de alteração desta agenda no futuro, mas hoje temos que trabalhar com a questão sobre como  vamos nos inserir na atual realidade e atrair quadros políticos com potencial competitivo e comprometidos com nossos princípios. Hoje o projeto RAPS trabalha no curto prazo com o desenho dado, mas sem abrir mão do compromisso valorativo da instituição com um país próspero, igualitário e sustentável”, salientou Campos.
Ao avaliar o papel que a RAPS pode desempenhar neste processo, o cientista político Paulo Sérgio Peres, disse que “é uma iniciativa muito importante, que vem da sociedade civil e reúne pessoas interessadas em promover causas de sustentabilidade e de renovação da política institucional e dos quadros políticos com pessoas interessantes que têm qualificação e querem qualificar pessoas.  É um projeto que terá um papel exemplar e certamente trará resultados muito positivos para o Brasil.”


Últimas do blog

19 de dezembro de 2019

Retrospectiva RAPS 2019

Chegamos ao fim de 2019 com várias conquistas e muitos desafios. Hoje a nossa rede reúne 677 pessoas, 177 delas no exercício de cargos eletivos, que se dedicam todos os dias a fortalecer os valores da democracia e da sustentabilidade. A equipe da RAPS tem [...]

Leia Mais
19 de dezembro de 2019

RAPS divulga publicação sobre mandatos coletivos e compartilhados

A RAPS disponibiliza a publicação “Mandatos Coletivos e Compartilhados: Desafios e possibilidades para a representação legislativa no século XXI”, coordenada pelo Líder RAPS Leonardo Secchi e que tem como coautores Ricardo Alves Cavalheiro, Willian Quadros da Silva, Saulo Francisco Paganela e Leticia Elena Ito. O [...]

Leia Mais
13 de dezembro de 2019

Parceria: Líderes da Fundação Lemann acompanharão formação da RAPS

A RAPS anuncia o resultado de processo seletivo que disponibilizará vagas em sua formação para membros das redes Talentos da Educação, Lemann Fellows, Talentos da Saúde, Ponte de Talentos, Novas Portas e Terceiro Setor Transforma, redes apoiadas pela Fundação Lemann, uma das apoiadoras institucionais da [...]

Leia Mais
RAPS